PROGRAMA DO ANO DE S. JOSÉ NA PARÓQUIA DE S. JOSÉ

PROGRAMA DO ANO DE S. JOSÉ NA PARÓQUIA DE S. JOSÉ

Será uma conferência por mês, no salão paroquial, de forma presencial e online. Visitaremos nas conferências todos os atributos de S. José que o papa menciona, tendo já tratado durante a quaresma, o pai na coragem criativa e falaremos também nelas todas do Pai amado.

Foi mandado fazer também medalhas de S. José que as pessoas podem adquirir para trazer consigo ao pescoço, umas mais baratas outras de prata e de prata dourada.

O altar de S. José está convidativo a que os cristãos e devotos de S. José ali orem e cumpram o que está prescrito para receber as santas indulgências deste ano santo.

Dia 1 de Maio – Conferência, 21:30: Pai trabalhador

Orador: Dr. Carlos João Diogo: Gestor, Diretor de serviços da Caritas

Conferência sobre a dimensão do trabalho na construção da dignidade e da felicidade da pessoa.

Dia 4 de Junho – Conferência, 21.30: Pai na ternura

Oradora: Drª Sílvia Monteiro: Médica cardiologista

O papa fala da revolução da ternura para mudar um mundo agressivo, individualista, que descarta os mais fracos, indiferente à sorte dos outros. A ternura pode mudar o mundo.

Dia 3 de Julho – Conferência, 21:30: Pai na obediência

Orador: P. Dário Pedroso, Sj

José não diz nada na Bíblia, mas está sempre a agir para obedecer às inspirações de Deus.

Dia 11 de setembro – Conferência, 21:30: Pai no acolhimento

Oradora: Drª Marta Neves, psicóloga

Temos medo do diferente, por isso não nos aproximamos para acolher aquele que vive de uma forma diferente ou porque fez essa escolha ou porque, mais frequentemente, as condições da vida os empurraram. Precisamos de criar um coração que acolhe de forma universal e criar espaços de hospitalidade onde todos sejam bem-vindos pois somos todos irmãos.

Dia 9 de outubro – Conferência, 21:30: Pai na sombra

Orador: P. Jorge Santos

As fundações de um edifício não se vêm, estão sempre escondidos, e, no entanto, são eles que seguram e sustentam o edifício.  Jesus passou 30 anos da sua vida na sombra, e até falamos da vida escondida de Jesus, mas talvez por isso os 3 anos em que exerceu o seu ministério de Messias foram tão fecundos.

José viveu escondido, mas a sua vida resplandeceu. Durante a pandemia foi gente na sombra que manteve o mundo a funcionar. Porque lutamos tanto pelas luzes da ribalta?

 

Deixar uma resposta