Arquivo da categoria Catequese de Infância

Encerramento da catequese em São José

No passado Domingo celebrou-se o encerramento da Catequese de Infância na Eucaristia das 10h30.

O Sr. Padre Jorge convidou todas as crianças para junto do altar e aí rezarem o Pai-Nosso.

O ofertório foi da responsabilidade das crianças dos três primeiros anos da Catequese Familiar e as leituras foram da responsabilidade das crianças do 4º ano da Catequese Familiar e do 5º e 6º anos da Catequese.

No final o Sr. Padre agradeceu a todas as crianças e respetivas famílias pela caminhada de Fé ao longo deste ano de catequese e relembrou que apesar das férias, a Eucaristia é celebrada todos os domingos e apelou à participação das crianças e famílias em qualquer local onde estejam. ” A Eucaristia não entra de férias, é celebrada todos os domingos”.

Natália Costa

Crisma

No passado dia 4 de junho, Vigília de Pentecostes, decorreu a celebração do Sacramento do Crisma, administrado pelo nosso Bispo, D. Virgílio, na Sé Nova. Foram muitos os jovens e adultos presentes, que acompanhados pelos seus padrinhos/madrinhas receberam este sacramento, confirmando assim o seu compromisso pessoal com Jesus Cristo, com as graças do Espírito Santo.

Da Paróquia de S. João Baptista, foram sete os jovens que receberam este sacramento: a Constança, a Carolina, a Inês, o Miguel, o Diogo Neves, o Diogo Fachada e o João Pedro.

Estes jovens integraram o primeiro grupo de catequese familiar da paróquia, estando juntos nesta caminhada de fé desde então.

Durante a cerimónia, o sentimento dominante foi de comunhão, acolhimento e muita alegria:

Era dia de festa!

Paula Rosa – Mãe do João Pedro

Festa da Palavra em SJosé

No passado dia 08.05.2022 pelas 16 horas, decorreu a Festa da Palavra na Paróquia de São José. A Eucaristia, celebrada pelo Pe. Francisco Silva, contou com a participação das crianças do 4.º ano da Catequese Familiar, seus pais, familiares e catequistas.

Na homília o Pe. Francisco sensibilizou para o papel dos pais, como exemplo e motivadores ao desenvolvimento da espiritualidade dos seus filhos.

No final da celebração, foi oferecida uma BÍBLIA a cada uma das crianças pelos seus pais, que se comprometeram a ler e a meditar a Palavra com eles.

Enquanto pais, queríamos a agradecer à comunidade paroquial e catequistas, por nos ajudarem enquanto família a crescer com Ele e para Ele.

Patrícia e Sérgio, pais da Joana Coelho

Campanha de Quaresma – catequese de São José

Com a Ressurreição do Senhor, terminou a campanha da Quaresma da Catequese de Infância da Paróquia de São José, “Degrau a degrau para a alegria da Ressurreição”. Ao longo desta Quaresma, as crianças fizeram um caminho realizando pequenas ações, relacionados com o Evangelho de cada domingo, para se prepararem para a grande festa que é a Ressurreição de Jesus. Com sacrifícios, com oração, escutando Jesus, mostrando arrependimento e misericórdia, e não condenando os outros, foram subindo a escada, degrau a degrau, ao encontro de Jesus. Simbolicamente, em cada domingo, as crianças colocaram num cestinho junto ao altar uma pagela em que indicavam a ação realizada durante a semana. Associada a esta caminhada, esteve a partilha solidária, consistindo na ajuda à Casa do Gaiato de Miranda do Corvo, através da assinatura do seu jornal.

Com esta campanha esperamos ter sensibilizado as crianças para se esforçarem sempre para serem melhores e se aproximarem mais de Jesus através da oração e do amor ao próximo.

Pais e catequistas de São José estiveram reunidos

Este encontro de Reflexão entre Catequistas e Pais, dinamizado pelo Sr. Padre Francisco Silva foi para nós um momento muito interessante, dado que nos permitiu refletir e partilhar ideias e experiências sobre a importância e significado da Oração e do Sacramento da Reconciliação.
Em conjunto percebemos que cada família vive a oração de uma forma muito própria mas com sentimentos comuns de partilha, de agradecimento, de pedido e de louvor.

Do Sacramento da Reconciliação percebeu-se alguma dificuldade de concretização do ato da Confissão, embora se tenha reforçado a importância da prática da mesma como forma de encontrar a paz interior. Esta paz só se encontra em pleno mediante uma sequência de reconhecimento, arrependimento, confissão e compromisso de não voltar a pecar.

Gostaríamos de salientar o momento final de oração conjunta e Adoração ao Santíssimo dinamizado pelo Sr. Padre Francisco Silva que foi um momento maravilhoso e que nos tocou em particular.

Por tudo isto, um bem haja a todos os que se mobilizaram para esta partilha que nos ajuda a lembrar que DEUS É AMOR.

Orlanda e José, pais da Margarida Nobre do 3º ano da
Catequese Familiar da Paróquia de São José

Encontro de pais e catequistas de São José

Caras famílias:

No próximo dia 09 de abril, pelas 14:30h, no Salão Paroquial, teremos mais um encontro de pais e catequistas da nossa Paróquia.

Este encontro será dinamizado pelo Sr. Padre Francisco Silva e versará sobre a importância e significado da Oração e do Sacramento da Reconciliação.

No final deste encontro teremos um momento de oração conjunta, bem como para confissões, para quem assim o entender.

O encontro é gratuito, no entanto está sujeito a inscrição.

Deixamos o link: https://forms.gle/zo7SD2vo3RPXBA4J7

Gostaríamos muito de contar com a vossa presença. Como é conhecido por todos, temos feito um trabalho conjunto de aproximação e desconstrução da importância da oração nos nossos encontros que irá ser muito bem complementado com este encontro presencial. A nosso pedido, dado que falámos num dos nossos encontros, neste dia, o Sr. Padre Francisco fará a Exposição do Santíssimo Sacramento para um momento de oração conjunta.

Certas da vossa participação, deixamos um abraço fraterno a todos e cada um de vós.

Sofia e Isabel

Encontro de pais e catequistas de São José

No próximo dia 09 de abril, pelas 14:30h, no Salão Paroquial, teremos mais um encontro de pais e catequistas da nossa Paróquia.

Este encontro será dinamizado pelo Sr. Padre Francisco Silva e versará sobre a importância e significado da Oração e do Sacramento da Reconciliação.

No final deste encontro teremos um momento de oração conjunta, bem como para confissões, para quem assim o entender.

O encontro é gratuito, no entanto está sujeito a inscrição.

Deixamos o link: https://forms.gle/zo7SD2vo3RPXBA4J7

Gostaríamos muito de contar com a vossa presença. Como é conhecido por todos, temos feito um trabalho conjunto de aproximação e desconstrução da importância da oração nos nossos encontros que irá ser muito bem complementado com este encontro presencial. A nosso pedido, dado que falámos num dos nossos encontros, neste dia, o Sr. Padre Francisco fará a Exposição do Santíssimo Sacramento para um momento de oração conjunta.

Certas da vossa participação, deixamos um abraço fraterno a todos e cada um de vós.

Sofia e Isabel

O papel da família no desenvolvimento da criança – «Tudo começa na família»

Sábado, dia 15 de janeiro, pelas 14h30, haverá um encontro conjunto para famílias e catequistas dinamizado pela equipa de catequese de SJosé.
Sendo a catequese uma caminhada conjunta na qual a família tem um papel preponderante e se encontra no centro da mesma, fazemos, neste início de ano, o convite à reflexão conjunta sobre o papel da família no desenvolvimento da criança. Esta reflexão será dinamizada pela Dra. Inês Coutinho: é mãe e integra a catequese familiar da Paróquia de S. José. É, ainda, psicóloga, terapeuta familiar e que faz parte da equipa multidisciplinar da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco de Coimbra.
Este encontro destina-se a todas as famílias das crianças e catequistas que integrem os grupos de catequese das Paróquias de S. José e S. João Batista, bem como outras pessoas interessadas na temática. A inscrição é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória e pode ser realizada através do link https://forms.gle/M5jRybaC82TTNmPr5
Contamos com a vossa presença e com a vossa colaboração na divulgação desta informação junto das famílias das vossas relações.

Em dezembro, rezemos pelos catequistas

Continuamos a nossa saga de homenagear e apresentar os catequistas da paróquia de São João Baptista e, agora, também de São José.
Todos os meses o Papa faz conhecer uma intenção de oração, naquilo que é vulgarmente conhecido como “O vídeo do Papa” – durante o mês de Dezembro de 2021, o Papa convida-nos a rezar pelos catequistas: «#RezemosJuntos pelos catequistas, chamados a anunciar a Palavra de Deus, para que a testemunhem com coragem e criatividade na força do Espírito Santo. #IntençãodeOração», escreveu o Papa na sua conta do Twitter.

A catequista Joana Ferreira, SJBaptista

Conheço a Joana há quatro anos. Conhecemo-nos na catequese, num percurso Alpha Adolescentes. Fizemos o Crisma juntos e, passados dois anos, aqui estamos nós a dar catequese ao terceiro ano, grupo que já vimos a acompanhar desde o 1º ano.

Para mim, a Joana é uma grande amiga, muito competente em tudo o que faz. Está sempre pronta a apoiar quando necessitamos.

Como catequista, é muito competente ajudando-me muito e fazendo-me crescer como pessoa, como cristão. Tenho a sorte de poder contar com o seu apoio neste projeto. Acho que se assim não fosse, não seria tão rentável quer para mim, quer para os meninos e meninas do terceiro ano.

Diogo Seguro

A catequista Marta Ribeiro, SJBaptista

Quando recentemente este projeto te chegou às mãos a resposta foi simples e determinada: sim!

O Papa Francisco diz que «ser catequista significa que a pessoa “é catequista”, não que “trabalha como catequista».

Marta significa protetora e tu, Marta que és, fazes jus ao teu nome, protegendo os nossos meninos e ajudando-os a dar os primeiros passos na sua fé cristã, de forma dinâmica, convidativa, criativa e entusiástica.

Marta, sempre foste determinada, cuidadora e dedicada e assim abraçaste este novo desafio, preparada para ensinar, espalhar amor e continuar a aprofundar o teu percurso na fé. Marta, tu és catequista, e obrigada por isso.

Maria Miguel

A catequista Beatriz Ferreira, SJBaptista

Falar da catequista Beatriz é algo extremamente simples.

Tive o privilégio de ver a sua fé nascer, crescer, amadurecer e tornar-se realmente firme em Jesus Cristo e Sua Mãe.

A Beatriz é extremamente meiga e acolhedora, ciente que a sua missão enquanto catequista, não é apenas debitar conhecimento, mas fazer crer que Jesus nos ama e por isso, com grande responsabilidade, empenho e compromisso, abraçou este desafio, concretizando-o com muita sabedoria no seu dia a dia, e a isso chamo exemplo.

A oração é uma constante na sua vida. A vontade de conhecer mais e aceitar a vontade do Pai, respeitando os seus desígnios, é a outra premissa a que já nos habituou.

O amor ao próximo, é talvez a sua maior característica.

Celeste Rodrigues

A catequista Celeste Rodrigues, SJBaptista

Nesta iniciativa de escrever sobre os catequistas, calhou-me falar sobre a Celeste.

A Celeste é uma das pessoas que aceita o desafio de servir a Igreja como catequista, não só na paróquia de São João Baptista, ao estar com os pais das crianças do 6º ano, mas também na paróquia de Lorvão, onde é catequista dos meninos do 7º ano.

Para mim, é uma pessoa admirável, pelo seu empenho enquanto catequista. Não desiste da missão de evangelização. Tem sempre boas ideias para cativar as pessoas a terem uma participação mais ativa na Igreja, e possui uma enorme criatividade a preparar e a estudar a catequese, a fim de ser o mais clara possível e poder dar bons ensinamentos aos que com ela estão.

Beatriz Ferreira

A catequista Ana Ferreira, SJBaptista

Tendo por base a mensagem que o papa Francisco dirigiu recentemente aos catequistas, posso dizer que a catequista Ana procura viver a sua vocação e ministério estando consciente desta bonita e exigente missão. Ela também sabe e procura refletir com os pais que estes são os primeiros catequistas dos seus filhos. Assim, assumindo colaborar nesta nova dinâmica de catequese familiar, ela procura animar e dinamizar o grupo de pais, e junto com eles fazer este caminho de partilha de fé, relembrando-lhes sempre o belo compromisso que assumiram no dia do baptismo dos seus filhos, de os educar na fé!

Roberto Mineiro

O catequista Roberto Mineiro, SJBaptista

É um catequista muito sensível aos outros, com muita humildade e espírito de missão. Não se nega a nenhum desafio, mesmo que para isso se tenha que superar a cada dia. Traz sempre a sua amiga… a sua guitarra e depressa descobre meia dúzia de acordes para pôr as crianças alegres, a cantar.

Gosta de preparar muito bem as suas sessões e preocupa-se em deixar que todos tenham uma palavra a dizer. Encontra-se com crianças, adolescentes e jovens e em todos consegue encontrar Jesus. Na sua simplicidade, procura trilhar um caminho de oração, testemunho e esperança. Homem de causas e concretizações. Aqui para nós, tem um coração de ouro! Falo-vos do Roberto.

Ana Ferreira

A catequista Maria Miguel, SJBaptista

Ser catequista é uma missão, mas, mais do que isso, é viver num mar de sinceridade, verdade e emoção. Apesar de ter começado há pouco tempo esta jornada, a Maria vive, sente e transmite todo este mar que a rodeia. Não é algo que simplesmente se aprende, mas sim um caminho no qual entramos sem nos apercebermos, vibramos sem notarmos e desejamos constantemente.

A Maria é uma inspiração, a sua vontade, espontaneidade, criatividade e disposição fazem-na querer fazer sempre mais e melhor. Além disto, ela consegue realizar um trabalho ainda mais difícil que é chegar ao coração das crianças, tocar-lhes ao de leve, como se de uma pena se tratasse. É a mensagem de Deus que a guia e nos inspira a tornar o nosso mundo num mundo melhor.

Marta Ribeiro

 

A catequista Marta Neves, SJBaptista

Um dia ouvi a Marta Neves na Paróquia, numa reunião geral, e simpatizei com o modo claro e objetivo com que expôs as suas ideias e com que falou do seu envolvimento com os mais fracos e marginalizados da sociedade. Há 4 anos, fui convidada para dar catequese aos meninos do 1º Ano e trabalhar com ela na catequese familiar (a Marta fica com os pais).

Abraço esta aventura por me sentir profundamente apoiada nos dons que a Marta tem para trabalhar em equipa, facilitando-me a descoberta de qualidades e tornando acessível o que eu tenho tendência a complicar. Está sempre disponível para me ouvir e ajudar a nível pessoal e é mega organizada! Obrigada, Marta, por descomplicares a catequese e a vida, pelo teu testemunho no propósito de viver o Evangelho de Jesus Cristo dia a dia, pela tua amizade e sentido de humor…

Carla Ribeiro

A catequista Madalena, SJBaptista

A Madalena é, em toda a sua essência, catequista. Quem a conhece bem sabe que ela faz da sua vida uma doação, uma entrega, e que coloca o amor a Deus, à Igreja, às crianças e às suas famílias em primeiro lugar. Tudo isto porque encara a sua vida como uma missão – evangelizar.

Enquanto catequista / evangelizadora ela junta, ao que ensina, o modo como vive. Pelo modo exterior como vive, todos os meninos / adolescentes percebem que nela habita Jesus, e podem assim mais facilmente chegar a Ele.

A Madalena, tal como nos diz o Papa Francisco, “não com timidez ou com barulho, mas sim com a sua vida e com mansidão” vai transmitindo aos meninos / adolescentes a Palavra de Deus. Nela vê-se, com muita clareza, que o que a norteia não é uma vontade humana. A Madalena ensina o amor praticando-o, encara o ser catequista como algo que lhe foi confiado por Deus, vê as crianças não como um todo, mas cada uma de modo particular, com todas as suas diversidades, características e especificidades individuais, procurando ser o rosto de Jesus para cada criança / adolescente.

Para mim tem sido um privilégio e muito, muito enriquecedor trabalhar com ela.

Maria Victória

A catequista Carla Dinis, SJosé

A Carla Dinis é uma pessoa muito afável, prestável, sempre preocupada com os outros e com uma palavra amiga.

Depois de ter frequentado o Percurso Alpha e agora ser membro da Célula Paroquial de Evangelização Emanuel, aceitou o convite para ser catequista adjunta de um grupo de catequese, com o espírito evangelizador, de missão, de serviço e amor ao próximo, e sempre com o sentido de pertença, neste caso, à comunidade paroquial de São José.

É uma graça podermos contar com a sua dedicação nesta missão evangelizadora das crianças do 2.º ano de catequese. Dou graças a Deus por isso!

Natália Costa

O catequista Jorge Cotovio, SJosé

Tive o gosto de conhecer o Jorge enquanto Animador de Pais da Catequese Familiar de São José, serviço que desempenha com muito amor fraterno e espírito evangelizador das novas famílias da Paróquia. Percebi que era uma pessoa muito disponível, rica em conhecimento e com grande entusiamo por partilhá-lo e fazer a diferença na vida de cada um.

Para além da formação académica em Engenharia, nunca perdeu o foco nos afetos e na relação com os outros. Tem defendido a causa do Ensino Privado em Portugal, em particular das escolas católicas, com grande dedicação e sentido de responsabilidade.

Tem um grande espírito de evangelização, missão e serviço, com laços profundos à família, tendo sido, durante 24 anos, Diretor do Secretariado da Pastoral Familiar da Diocese de Coimbra. Atualmente é Secretário do Conselho Pastoral Diocesano e também Secretário do Conselho Pastoral da Unidade Pastoral de São José e São João Baptista.

Agradecemos e estamos felizes por poder partilhar este caminho na sua companhia.

Vera Martins

A catequista Irmã Teresa, SJosé

A Irmã Teresa Serra, da Póvoa de varzim, Religiosa da Congregação da Aliança de Santa Maria, desde os seus 14 anos que iniciou o seu percurso de catequista, e é alguém que, desde então, sempre procurou ser uma catequista exemplar, dedicada, com um entusiasmo singular, extremamente empenhada em transmitir os valores fundamentais do Evangelho e num desejo ardente de que as crianças façam a experiência de Deus.

A Ir. Teresa é muito criativa, é uma catequista a quem muito aprecio, que encarnou na sua vida as palavras de S. Paulo: “Ai de mim se não evangelizar!” (1 Cor 9,16)

Ir. Maria Glória Taveira

A catequista Irmã Maria Glória, SJosé

A Ir. Maria Glória Taveira, natural de Amarante, Religiosa da Congregação da Aliança de Santa Maria, sempre demonstrou uma enorme alegria em ser catequista, porque desde bem cedo percebeu que, quando alguém faz a experiência de Deus na sua vida, se acende como que um fogo que não se pode conter, nem guardar só para si!

A Ir. Glória não dá apenas catequese, é alguém que, com as suas palavras, com o seu silêncio, com o seu viver e forma de ser, anuncia a alegria do encontro com Cristo. A ela também se aplica aquilo que S. Francisco dizia aos seus confrades: «Pregai sempre o Evangelho e, se for necessário, também com as palavras».

Ir. Teresa Serra

As catequistas Adriana Macedo e Gabriela Nunes, SJosé

Porque Deus é amor e a catequese é um dos muitos sinais visíveis desse maravilhoso sentimento selado pela Aliança que Ele fez connosco, apresento-vos as catequistas Adriana Simões e Gabriela Nunes. As minhas parceiras na preparação semanal dos encontros de catequese do 5º ano.

A Adriana, mãe dedica e paroquiana empenhada, tem um dom especial para a oração e cabe-lhe, em todos os encontros, a respetiva condução. A Gabriela é a doçura em pessoa. Conheço-a há mais tempo. Sei da sua dedicação à paróquia e da sua inegável superação diária. Ambas põem ao serviço da nossa missão os seus dons. Obrigada pelo tanto que nos dão!

Catequista Sofia

A catequista Natália Costa, SJosé

A Natália é uma verdadeira discípula-missionária, com grande amor à Igreja. É muito alegre, responsável, criativa e com uma grande capacidade de trabalho. E muito disponível.

Além de uma leiga dedicada e empenhada, é economista e parece saber gerir bem os dinheiros das organizações. Até as organizações da Igreja, como é o caso do Centro Social de São José.

Como ainda é jovem, podemos, certamente, contar com ela durante muitos anos, para gaudio da nossa Unidade Pastoral!

Jorge Cotovio

A catequista Vera Martins, SJosé

A Vera Martins é uma pessoa muito calma, disponível e gosta de novos desafios.

A Vera, nos anos de 2005/2006, quando ainda estudava, foi catequista em S.José, mas com a vida a progredir e as responsabilidades a crescer o tempo nem sempre nos ajuda a organizar a vida em prol do que mais gostamos.

Contudo, quando o nosso Gonçalo, filho da Vera, iniciou a catequese em 2020 no 1º ano, a nossa Vera frequentava a catequese familiar e assim surgiu o convite na nossa amiga Natália para ser catequista, e com o seu espírito desafiante, de carinho para com as crianças, de serviço ao Senhor e à nossa comunidade paroquial, aceitou, e com dedicação desenvolve a tarefa com todo o amor. Gostamos muito da Vera.

Obrigada Vera por aceitares também o desafio de ser tua adjunta.

Ana Gonçalves

A catequista Ana Gonçalves, SJosé

A Ana Gonçalves é uma jovem habituada a lidar com crianças e já com experiência nesta bela aventura educativa da Fé, a de ensinar as crianças a conhecer e amar cada vez mais o Senhor – construir a Igreja.

Discreta, simpática, dinâmica e criativa, sempre disponível a participar nas diferentes atividades da catequese. Apaixonada por partilhar o seu testemunho de Fé na realidade da vida quotidiana, voluntariou-se para catequista adjunta, integrando o grupo das catequistas das crianças do 2.º ano, na Paróquia de S. José.

Demos Graças ao Senhor por termos connosco a Ana, disposta a anunciar a Palavra de Deus no cumprimento desta missão evangelizadora da Igreja, na educação das nossas crianças.

Carla Dinis

Campanha de Advento em SJosé

Desde o passado fim de semana que está afixado na igreja de São José o cartaz que está a servir de suporte para as estrelas que as crianças da Catequese Familiar estão a trazer e afixar Domingo após Domingo durante a missa das 10h30 – a missa dedicada mais especialmente às crianças da catequese.

Este ano, a campanha de Advento da Catequese de Infância da Paróquia de São José intitula-se “A CAMINHO DO ENCONTRO COM JESUS-MENINO”: estão a ser entregues na catequese pequenas fichas, explicando o tema do Evangelho de cada domingo e, na Igreja, a ser coladas estrelas – uma por cada Domingo – no caminho até ao nascimento de Jesus, nosso Salvador.

Além da estrela colada no cartaz, as crianças recebem a sua estrela para construírem o mesmo caminho em suas casas.

Para além disto, dentro do espírito do amor e partilha, é pedida a contribuição de bens necessários, um em cada semana, para posteriormente serem doados a quem mais precisa: 28 Nov – leite; 5 Dez – arroz; 12 Dez – massa; 19 Dez – produtos de higiene.