Viagem da Assunção para o Pai Celeste

Viagem da Assunção para o Pai Celeste

Para quem conheceu de perto a Assunção Rodrigues, fica implícito ligar o significado do seu nome ao percurso da sua vida terrena, que terminou (uma das suas etapas) na noite do passado dia 26 de outubro.

Assunção representa o ato ou efeito de assumir um dever e ela soube fazê-lo com a maior dedicação e arrebatamento, ajudando a vir ao mundo tantas e tantas vidas; apoiando os mais necessitados; dedicando-se à família e aos amigos…

Mas, Assunção também define a elevação de Maria ao Céu, acompanhada pelos anjos.

E a Assunção, fiel a Jesus ressuscitado presente na Eucaristia e que tantas e tantas vezes distribuiu pelos impossibilitados em se deslocar para O receber; devota assumida da Virgem Maria a quem diariamente rezava o Terço; cristã socialmente assumida nos mais pequenos gestos, foi para nós um exemplo de fé e de caminho para o Pai.

Foi intensificando o treino que a levou até à meta celestial, assente numa missão sustentada pela prática das Bem-aventuranças: consolando, escutando, matando a fome…

Como Maria, também ela encontrou, por certo, o regaço do Pai Celeste (a outra etapa) onde a paz e a eternidade que tanto anunciou aos que com ela privaram, são agora a sua realidade.

Helena Barreiros (vizinha e amiga)

Deixar uma resposta