Oficinas de Oração e Vida – Testemunho

Oficinas de Oração e Vida – Testemunho

Ao constatar que, na Paróquia de São José, ia começar uma Oficina de Oração e Vida, pensei que precisava de aprofundar o meu conhecimento sobre a Oração. Foram 15 sessões e encerrámos com um dia de deserto.

Cada sessão apresentava um tema diferente. A Palavra de Deus e a mensagem de Frei Ignácio, pouco a pouco, ajudavam-nos na relação com Deus, connosco e com os outros.

Os aspetos importantes, que retive desta etapa na Fé, foram vários, dos quais destaco:
– o silenciamento, que nos leva a libertar as tensões diárias e conseguir o estado interior necessário para a oração;
– com a ajuda da Pequena Pedagogia (orar com a Palavra de Deus), foi muito importante sentir que Deus fala diretamente para mim, a Palavra torna-se mais presente e mais forte. Se Deus me fala, quer a minha resposta, o meu compromisso na vida do dia a dia;
– a prática da sagrada meia hora diária; momento em que estou com Deus, com a Sua Palavra em oração, na intimidade; momento em que pratico as modalidades de oração e cultivo o gosto por estar com Deus; A oração tem de desafiar a vida e esta, por sua vez, a oração, isto para toda a vida, vivendo no Espírito de Jesus e tendo sempre presente a pergunta: “O que Jesus faria no meu lugar?”.

Todos nós, batizados, somos discípulos de Jesus Cristo e, por isso, procuro dar o meu testemunho servindo na minha Paróquia.

Finalmente chegou o dia do Deserto, o grande dia de estar a sós com o Senhor Jesus. Foi, sem dúvida, uma experiência muito forte e maravilhosa.

Esta vivência é fácil? Claro que não, mas é com persistência e determinação que se faz o caminho na Fé.

Agradeço ao Senhor ter-me dado a possibilidade de participar nesta experiência da Oficina de Oração e Vida que foi muito gratificante.

Natália Costa, oficinista, Paróquia de São José.

Deixar uma resposta