Exortação Apostólica do Papa Francisco aos Jovens e a todo o povo de Deus – Cristo Vive

Exortação Apostólica do Papa Francisco aos Jovens e a todo o povo de Deus – Cristo Vive

Foi publicada já no passado dia 25 de março:

1. CRISTO VIVE: é Ele a nossa esperança e a mais bela juventude deste mundo! Tudo o que toca torna-se jovem, fica novo, enche-se de vida. Por isso as primeiras palavras, que quero dirigir a cada jovem cristão, são estas: Ele vive e quer-te vivo!

2. Está em ti, está contigo e jamais te deixa. Por mais que te possas afastar, junto de ti está o Ressuscitado, que te chama e espera por ti para recomeçar. Quando te sentires envelhecido pela tristeza, os rancores, os medos, as dúvidas ou os fracassos, Jesus estará a teu lado para te devolver a força e a esperança.

3. Com afeto, escrevo a todos os jovens cristãos esta Exortação Apostólica, ou seja, uma carta que recorda algumas convicções da nossa fé e, ao mesmo tempo, encoraja a crescer na santidade e no compromisso em prol da própria vocação. Mas, dado que é um marco miliário dentro dum caminho sinodal, dirijo-me simultaneamente a todo o Povo de Deus, aos pastores e aos fiéis, porque a reflexão sobre os jovens e para os jovens nos interpela e estimula a todos nós. Por isso, nalguns parágrafos falarei diretamente aos jovens, enquanto noutros oferecerei abordagens mais gerais para o discernimento eclesial.

4. Deixei-me inspirar pela riqueza das reflexões e diálogos do Sínodo do ano passado. Aqui não poderei recolher todas as contribuições – podereis lê-las no Documento Final –, mas procurei assumir, na redação desta carta, as propostas que me pareceram mais significativas. Assim, a minha palavra será enriquecida por milhares de vozes de crentes de todo o mundo, que fizeram chegar ao Sínodo as suas opiniões. Mesmo os jovens não crentes, que quiseram participar com as suas reflexões, propuseram questões que fizeram nascer em mim novos interrogativos.

Capítulo I
QUE DIZ A PALAVRA DE DEUS SOBRE OS JOVENS?

No Antigo Testamento [6-11] 
No Novo Testamento [12-21]

Capítulo II
JESUS CRISTO SEMPRE JOVEM

A juventude de Jesus [23-29] 
A sua juventude ilumina-nos [30-33] 
A juventude da Igreja [34] 
Uma Igreja que se deixa renovar[35-38] 
Uma Igreja atenta aos sinais dos tempos[39-42] 
Maria, a jovem de Nazaré [43-48] 
Jovens santos [49-63]

Capítulo III
VÓS SOIS O AGORA DE DEUS

Em positivo [65-67] 
Muitas juventudes [68-70] 
Algumas coisas que sucedem aos jovens [71] 
Jovens dum mundo em crise[72-80] 
Desejos, feridas e buscas [80-85]
O ambiente digital [86-90] 
Os migrantes como paradigma do nosso tempo [91-94]
Acabar com todas formas de abuso [95-102]
Há uma via de saída [103-110]

Capítulo IV
O GRANDE ANÚNCIO PARA TODOS OS JOVENS

Um Deus que é amor [112-117] 
Cristo salva-te [118-123 ] 
Ele vive! [124-129] 
O Espírito dá vida [130-133]

Capítulo V
PERCURSOS DE JUVENTUDE

Tempo de sonhos e opções [136-143] 
A vontade de viver e experimentar [144-149] 
Na amizade de Cristo [150-157] 
O crescimento e a maturação [158-162] 
Percursos de fraternidade [163-167]
Jovens comprometidos [168-174]
Missionários corajosos [175-178]

Capítulo VI
JOVENS COM RAÍZES

Que não te arranquem da terra [180-186] 
A tua relação com os idosos [187-191] 
Sonhos e visões [192-197] 
Arriscar juntos [198-201]

Capítulo VII
A PASTORAL DOS JOVENS

Uma pastoral sinodal [203-208] 
Grandes linhas de ação [209-215] 
Ambientes adequados [216-220] 
A pastoral das instituições educacionais [221-223] 
Diferentes áreas de desenvolvimento pastoral [224-229] 
Uma pastoral juvenil popular [230-238] 
Sempre missionários [239-241] 
O acompanhamento pelos adultos [242-247]

Capítulo VIII
A VOCAÇÃO

A chamada à amizade com Ele [250-252] 
Ser para os outros [253-258] 
O amor e a família [259-267] 
O trabalho [268-273] 
Vocações para uma consagração especial[274-277]

Capítulo IX
O DISCERNIMENTO

Como discernir a tua vocação [283-286] 
A chamada do Amigo [287-290] 
Escuta e acompanhamento [291-298] 
E para concluir… um desejo[299]

Deixar uma resposta